quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Top 15: Filmes mais aguardados de 2012

2011 não foi um dos melhores anos para o cinema. Filmes que geraram mais expectativas que resultados, queda no total de arrecadação em comparação com 2010 e estrelas que não passaram de promessas. Se 2011 foi um ano difícil (difícil inclusive para fazer uma lista com os melhores filmes lançados neste ano, que deve sair logo logo), 2012 promete muito, principalmente entre os blockbusters, que são os filmes que possuem uma visibilidade maior mesmo muito tempo antes de sua estreia. As salas de cinema receberão obras que muitos (eu inclusive) nunca imaginaram ver realizadas, como as adaptações de Os Vingadores e de O Hobbit. A seguir listo alguns dos filmes que mal posso esperar para confirir nas telonas em 2012:

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

15 Melhores Álbuns de 2011

2011 está chegando ao fim e com isso as listas começam a dominar todos os veículos. Eu, como sempre digo aqui, adoro uma lista e, depois do sucesso da lista de melhores álbuns do ano passado, resolvi arriscar esse ano novamente e listar os meus 15 álbuns favoritos de 2011. Acho que o trabalho será mais complicado que no ano passado, já que 2011 foi repleto de bons lançamentos, mas vou tentar fazer o melhor possível. Mais uma vez, assim como na lista do ano passado, não há uma ordem de preferência entre os álbuns, eu até conseguiria fazer essa tipo de listagem, mas complicaria ainda mais o trabalho. É óbvio que tenho favoritos entre os 15, mas todos são merecedores de espaço entre as melhores coisas produzidas neste ano. Vamos parar de papo então e vamos aos meus escolhidos como os 15 melhores álbuns de 2011:

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Missão: Impossível - Protocolo Fantasma

É fato que grandes franquias sofrem com altos e baixos na qualidade de seus filmes. Mesmo trilogias elogiadíssimas possuem elos fracos, como é possível ver em séries como Homem Aranha e até no impecável O Poderoso Chefão - nos dois casos os terceiros filmes, mesmo não sendo as piores coisas já feitas, não se equiparam com seus antecessores. Com a série Missão: Impossível não foi diferente. Depois de um bom começo, o segundo filme, dirigido por John Woo, não conseguiu atingir as expectativas com uma trama ainda mais absurda que o normal e uma história fraca que nem todas as melhores cenas de ação do mundo poderiam salvar. Como Tom Cruise, que também é produtor da franquia, não é nada bobo, a partir do terceiro filme ele viu a necessidade de investir em diretores com visões diferenciadas e muitas qualidades criativas. Foi nesse ponto que J.J. Abrams (criador de Lost) entrou na jogada. Ele trouxe boas ideias que fizeram o terceiro filme recobrar a confiança dos fãs com uma boa história, um vilão de qualidade e um pouco de humanidade para Ethan Hunt (Tom Cruise). Esse direcionamento continuou para a quarta parte da franquia, que se mostrou, para a minha surpresa, uma das melhores coisas de 2011, com uma história de qualidade, com um roteiro bem desenvolvido e cenas de ação de tirar o fôlego.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

#SaveCommunity

Community, uma das melhores séries já feitas, está correndo risco de cancelamento. O destino dela ainda é incerto, mas o que sabemos é que a NBC (canal que produz e exibe a série nos EUA) tirou a série de sua grade do midseason sem grandes explicações e sem uma data certa para seu retorno. Além disso, a audiência da série não vinha entre as melhores, mesmo com todo o reconhecimento de sua qualidade e genialidade. Genialidade essa que fica visível até nestes momentos difíceis. Foi divulgado um vídeo com o elenco da série criando toda uma realidade em que esse afastamento da série da TV na verdade passa a fazer parte da mitologia da série, com Greendale fechando suas portas por tempo indeterminado por falta de alunos interessados em estudar lá. Como de praxe, os diálogos e as sacadas do roteiro são impagáveis.

Eu realmente acho que a NBC deveria dar uma chance para a série. 30 Rock teve a sua chance, e teve sua qualidade reconhecida, Parks & Recreation segue pelo mesmo caminho, e serviram para mostrar que a TV aberta também tem espaço para o humor de verdade, inteligente e até ousado. Confira abaixo o vídeo com meu elenco favorito atualmente na televisão e, se você não vê Community, faça esse favor a você mesmo e não perca mais tempo:

#SaveCommunity #SixSeasonAndAMovie



See ya!!!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Nicki Minaj está de volta. Ou seria Roman?!

Depois de pouco mais de um ano do lançamento de seu álbum de estreia, Pink Friday, Nicki Minaj lançou hoje Roman In Moscow, primeiro single de seu novo álbum, Pink Friday: Roman Reloaded, que será lançado no dia dos namorados norte-americano, 14 de fevereiro. A música, na verdade, soa como um buzz single (inclusive pela capa), mostrando que Roman, o alter-ego de Minaj, está de volta e pronto para dominar, como ela disse que seria. Roman é o responsável pelas músicas mais fortes e, digamos, loucas do primeiro álbum de Nicki, e todo mundo sentiu que ele merecia ter tido mais destaque no primeiro álbum, o que pelo jeito foi ouvido pela rapper, já que ele é inclusive parte do título do novo álbum. Um novo single, que deve ser o oficial, deve surgir na rede em janeiro, pouco antes do álbum ser lançado, mas se a direção deste novo trabalho for o que ouvimos aqui, estou felicíssimo com o que vem por ai, e ainda mais ansioso. Ouça Roman In Moscow abaixo:



See ya!!!

Top 5: Happy Birthday Britney

Hoje é o aniversário da diva. Britney Spears faz 30 anos com uma carreira de muito sucesso e também de muita polêmica. Ela é simplesmente minha segunda maior paixão na música (depois de Madonna claro) e essa paixão não para de aumentar. Depois de ter a chance de vê-la ao vivo neste ano, me tornei ainda mais fã dela que é uma artista fenomenal e uma das melhores pessoas dessa indústria do entretenimento. Pode falar o que quiser dela, pode criticar o quanto quiser, pode falar que ela já não é mais a mesma (e ela realmente não é, mas isso não significa que ela esteja pior, ela está apenas diferente), pode vir com o velho argumento do playback, mas nada me fará deixar de amar essa mulher. Para homenageá-la resolvi fazer um top 5 dos singles da carreira dela que mais amo. Vamos a eles:

#1 Gimme More
2007 foi um ano extremamente difícil para Britney, no entanto ela conseguiu lançar, em meio a todos os problemas, o melhor álbum de sua carreira e, consequentemente, o melhor single. Gimme More é apaixonante desde a primeira audição. Sem contar que foi ela que nos presenteou com o inesquecível "It's Britney, Bitch". Tem como não amar?!



#2 Toxic
Acho que Toxic foi uma das músicas que mais ouvi da Britney em toda a carreira dela, sem contar que o clipe era obrigatório todos os dias, pelo menos umas três vezes, e um dos melhores já feitos por ela.



#3 I'm a Slave 4 U
A reviravolta na carreira de Ms. Spears, quando ela deixa de lado o estilo garotinha virgem e passa a investir na sensualidade. Um dos melhores clipes da carreira dela, com uma coreografia incrível e uma Britney transpirando (desculpem o trocadilho) luxúria.



#4 Lucky
Essa música foi meu primeiro grande vício em Britney, eu já amava outras músicas, claro, mas essa foi daquelas de ficar ouvindo no repeat o dia todo. Acho o clipe tão cafona que chega a ser incrível. É também minha favorita da fase garotinha inocente (junto com Stronger, Oops!... I Did It Again e ... Baby One More Time).



#5 Me Against The Music (feat. Madonna)
E essa parceria histórica não poderia ficar de fora da lista. Além da música ser sensacional, há a presença de Madonna, o que é para poucos. O clipe dispensa comentários, com as duas em um embate de dança que é de deixar qualquer um sem fôlego. Sensacional!



#Bônus Hold It Against Me
Amo o novo álbum e não poderia deixar de citar o primeiro single dele, Hold it Against Me, que é uma das melhores músicas já feitas pela Britney. Um tapa na cara de quem critica e de quem diz que ela não consegue fazer algo de qualidade. Produção impecável, lançando tendência no mainstream com o dupstep e com uma clipe excelente. Britney is back again, bitches!!!



See ya!!!

Marry The Night, o clipe de 13 minutos da Lady GaGa

Ontem, algumas horas antes de sua estreia oficial no canal E! Entertainment, o clipe de Marry The Night, quinto single do álbum Born This Way, da Lady GaGa, caiu na rede, e como muitos vinham especulando, o vídeo tem longos 13 minutos de duração. Eu gostei muito do vídeo, mas ele poderia sim ser menor, com uma edição mais prática e sem alguns momentos que soam desnecessários. Marry The Night é, como a própria GaGa define, um clipe biográfico, mostrando um pouco da vida da cantora, os momentos difíceis pelos quais ela passou no início de carreira (como a sua demissão da Def Jam alguns meses depois de ter assinado contrato em 2006), sua ascensão junto com a Interscope (sua atual gravadora) e sua paixão por New York.

O vídeo, dirigido pela própria GaGa, tem momentos interessantes, diálogos bons e um figurino belíssimo, mas com mais ou menos nove minutos apenas de história no começo, sem música, o clipe acaba perdendo a atenção de quem está assistindo. Mas isso tudo muda quando a música começa e GaGa se joga de corpo e alma em coreografias boas (principalmente para ela, que não é das melhores dançarinas) e muita explosão. Referências não faltam, desde filmes como Footloose e Cisne Negro, até momentos da carreira da própria. Alguns dizem inclusive que a cena do estúdio de dança vai de encontro com o que Madonna fez em Hung Up. Semelhanças existem, fato, mas não adianta, tudo que GaGa fizer gerará comparações com Madonna, já virou rotina (não que ela não se inspire copie o que a rainha faz, mas ai já é outra discussão). No final das contas, Marry The Night é um bom vídeo, peca por alguns excessos, mas não chega a ser ruim como foi The Edge of Glory. No entanto, acho que falo por todos quando digo que sinto saudades de clipes como Paparazzi, Bad Romance e Telephone, mas esses são obras primas da cantora e superá-los não será fácil. Confira Marry The Night abaixo:



See ya!!!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Trailer e cartaz de John Carter

Clique para ver maior
Um dos blockbusters que mais parecia promissor para 2012, John Carter, acaba de ganhar um cartaz e um trailer. O vídeo foi exibido durante o Good Morning America hoje de manhã e mostra um bom tanto de ação, efeitos especiais muito bons e alguns relances do grande elenco. No entanto, com o que foi divulgado até agora, o filme não se mostrou nada especial, nada que o destacasse dos demais blockbusters genéricos desovados nos cinemas todos os anos e inclusive me remeteu um pouco a Avatar em alguns momentos, sem contar nos discursos chupados de 300, como o Omelete fez questão de frisar. Mas, mesmo diante de tudo isso, ainda tenho fé.

John Carter é o primeiro filme em live action dirigido pelo ótimo Andrew Stanton (Wall-E e Procurando Nemo) e conta a história de John Carter (Taylor Kitsch), um veterano de guerra abduzido e transportado até Marte, onde vira prisioneiro de bárbaros verdes e precisa libertar a princesa Dejah Thoris (Lynn Collins) da tirania local (sinopse feita pelo Omelete, fiquei com preguiça de criar uma, sorry!). No elenco, alem de Kitsch e Collins, temos Bryan Cranston, Willem Dafoe, James Purefoy, Mark Strong, Samantha Morton, Dominic West e Thomas Haden Church. A produção da Disney é uma adaptação da obra de Edgar Rice Burroughs, o criador de Tarzan. A estreia está agendada para 9 de março de 2012. Confira abaixo o trailer, só que antes temos uma pequena entrevista de Taylor Kitsch ao Good Morning America. Ignore as tiazonas felizes atrás do ator e aproveite. Caso queria ir direto para o trailer, pule o primeiro minuto do vídeo:

video platformvideo managementvideo solutionsvideo player

See ya!!!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Jessie J dominou 2011, segundo o The Official Charts Company

Jessie J, revelação do final de 2010 que lançou seu primeiro álbum, Who You Are, no começo deste ano, pode não ter bombado nos EUA como se esperava, mas ela foi o grande nome da música no resto do mundo em duas importantes categorias, segundo o The Official Charts Company, que divulgou duas listas sobre a música em 2011, e Jessie J está no topo das duas. A primeira lista é a de álbuns de estreia mais vendidos do ano de 2011, na qual Jessie J e seu Who You Are bateu grandes nomes que estreavam como Noel e Liam Gallagher em suas carreiras pós-Oasis, Jay-Z e Kanye West com o seu projeto em parceria Watch The Throne e até a sensação norte-americana Foster The People. Algo interessante de se destacar é a dominação de artistas britânicos na lista de álbuns de estreia mais vendidos, com oito, dos dez mais vendidos, vindos diretamente do Reino Unido.

A outra categoria em que Jessie aparece na frente é a de colaborações que mais venderam no mundo em 2011. Sua Price Tag, com a participação de B.o.B, aparece em primeiro lugar da lista, deixando parcerias como Maroon 5 e Christina Aguilera (Moves Like Jagger), Jennifer Lopez e Pitbull (On The Floor), e Katy Perry e Kanye West (E.T.) para trás. Segundo eles, Price Tag vendeu mais ou menos 950.000 cópias mundialmente em 2011. No entanto, quem tem mais aparições na lista esse ano é a rainha dos charts atuais Rihanna, com três músicas na lista, inclusive com o seu novo single, We Found Love, recém lançado, aparecendo supreendentemente na sexta posição. Confira abaixo as duas listas:

Top 20 álbuns de estreia mais vendidos

1. Jessie J – 'Who You Are' 
2. Ed Sheeran – '+' 
3. Noel Gallagher's High Flying Birds – 'Noel Gallagher's High Flying Birds' 
4. The Vaccines – 'What Did You Expect From The Vaccines?' 
5. Katy B – 'On A Mission' 
6. Beady Eye – 'Different Gear, Still Speeding' 
7. Nicole Scherzinger – 'Killer Love' 
8. Hugh Laurie – 'Let Them Talk' 
9. Matt Cardle – 'Letters' 
10. Watch The Throne – 'Watch The Throne' 
11. Bad Meets Evil – 'Hell: The Sequel' 
12. Nero – 'Welcome Reality' 
13. Christina Perri – 'Lovestrong' 
14. Cher Lloyd – 'Sticks + Stones' 
15. Wretch 32 – 'Black And White' 
16. Miles Kane – 'Colour Of The Trap' 
17. Foster The People – 'Torches' 
18. Clare Maguire – 'Light After Dark' 
19. Mary Byrne – 'Mine & Yours' 
20. Alexis Jordan – 'Alexis Jordan' 


Top 20 colaborações mais vendidas 

1. Jessie J feat. B.o.B – ‘Price Tag’ 
2. LMFAO feat. Lauren Bennett e Goonrock – ‘Party Rock Anthem’ 
3. Maroon 5 feat. Christina Aguilera – ‘Moves Like Jagger’ 
4. Pitbull feat. Ne-Yo, Afrojack e Nayer – ‘Give Me Everything’ 
5. Jennifer Lopez feat. Pitbull – ‘On The Floor’ 
6. Rihanna feat. Calvin Harris – ‘We Found Love’ 
7. Chris Brown feat. Benny Benassi – ‘Beautiful People’ 
8. DJ Fresh feat. Sian Evans – ‘Louder’ 
9. David Guetta feat. Flo Rida and Nicki Minaj – ‘Where Them Girls At’ 
10. Olly Murs feat. Rizzle Kicks – ‘Heart Skips A Beat’ 
11. Calvin Harris feat. Kelis – ‘Bounce’ 
12. Chipmunk feat. Chris Brown – ‘Champion 
13. Katy Perry feat. Kanye West – ‘ET’ 
14. David Guetta feat. Rihanna – ‘Who’s That Chick?’ 
15. Rihanna feat. Drake – ‘What’s My Name?’ 
16. Martin Solveig feat. Dragonette – ‘Hello’ 
17. Mann feat.50 Cent – ‘Buzzin” 
18. JLS feat. Dev – ‘She Makes Me Wanna’ 
19. Professor Green feat. Emeli Sande – ‘Read All About It’ 
20. Dr Dre feat. Eminem e Skylar Grey – ‘I Need A Doctor’



Fonte: The Official Charts Company

See ya!!!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

A batalha das Brancas de Neve nos trailers

Como todo mundo bem sabe, o ano que vem será marcado por um briga entre Brancas de Neve nos cinemas. Depois do grande sucesso nas bilheterias de Alice no País das Maravilhas, de Tim Burton, os contos de fadas reimaginados no cinema ganharam força total. Já tivemos uma nova versão de Chapeuzinho Vermelho (com o péssimo A Garota da Capa Vermelha), uma versão de A Bela Adormecida está nos planos da Disney, com foco na Malévola, e teremos também João e o Pé de Feijão pelas mãos de Bryan Singer. No entanto, o destaque atualmente está nas duas produções feitas com base na história da Branca de Neve, justamente por serem as mais próximas a estrearem e por concorrerem diretamente, com uma diferença de poucos meses entre suas datas de estreia.

As produtoras responsáveis pelos filmes são a Relativity Media, que lança Mirror, Mirror em 16 de março de 2012 nos EUA, e a Universal, que lança o seu Snow White and the Huntsman no dia 1° de junho também de 2012. As duas produções são semelhantes em suas escolhas de elenco, mas não poderiam ser mais diferentes em seus tons. Tanto Mirror, Mirror quanto Snow White and the Huntsman possuem atrizes veteranas do alto escalão como as rainhas más (Julia Roberts no primeiro e Charlize Theron no segundo), e promessas da nova geração de Hollywood nos papéis das Brancas de Neve e dos mocinhos da história, que em Mirror, Mirror é o próprio príncipe (interpretado por Armie Hammer de A Rede Social) e em Snow White and the Huntsman é o caçador (feito por Chris Hemsworth, o Thor). Já os filmes, pelos trailers, são bem diferentes. Enquanto Mirror, Mirror parte para o lado da comédia, com um tom de aventura familiar com muitas cores e piadas, Snow White and The Huntsman já apela para uma paleta mais escura, quase que todo cinzento, e um tom de aventura medieval repleto de batalhas. As diferenças entre as Rainhas também são visíveis. Julia Roberts encarna uma malvada cuja intenção é causar mais risos que medo, enquanto Charlize Theron busca causar arrepios nos espectadores.

Quanto ao resto do elenco, Snow White and the Huntsman tem uma pequena desvantagem em minha opinião, com Kristen Stewart como a Branca de Neve. Eu simplesmente não tenho saco para a sua cara constante de constipação. Na direção, Mirror, Mirror também leva uma pequena vantagem, com Tarsem Singh no comando contra o desconhecido Rupert Sanders que é responsável por Snow White and the Huntsman. Tarsem, que já dirigiu A Cela, com Jennifer Lopez, e Imortais, que estreia agora em dezembro aqui no Brasil, é conhecido por ser um diretor incrivelmente criativo e talentoso ao criar sequências visualmente deslumbrantes. No entanto, o concorrente parece visualmente muito bonito também.

Mirror, Mirror, dirigido por Tarsem Singh e estrelado por Lily Collins, Julia Roberts e Armie Hammer, estreia no dia 6 de abril no Brasil. Snow White and the Huntsman, dirigido por Rupert Sanders e estrelado por Kristen Stewart, Charlize Theron e Chris Hemsworth, estreia no dia 1° de junho também por aqui. Eu realmente estou disposto a ver o dois filmes, justamente pela diferença tão grande no tom. E você? Pretende ver os dois ou apenas um deles? Qual tem mais potencial na sua opinião? Eu estou apostando, mesmo com Kristen Stewart no elenco, em Snow White and the Huntsman pelo clima da produção, que me agrada mais. Confira os dois trailers abaixo: 

Mirror, Mirror:



Snow White and the Huntsman:



See ya!!!

domingo, 20 de novembro de 2011

Talk That Talk, o novo álbum da Rihanna

Estou de volta! Depois de um bom tempo sem dar as caras por aqui, graças àquela belezinha chamada TCC, acredito que agora terei tempo de me dedicar ao blog novamente. E nada melhor que voltar já falando do novo álbum da Rihanna, o Talk That Talk, que será lançado mundialmente amanhã, mas que já está circulando a rede desde o último fim de semana. Talk That Talk é o sexto álbum da carreira da Rihanna que, pasmem, tem apenas seis anos. Acho que a cantora é a pessoa que mais trabalha atualmente no mundo da música. Desde que surgiu para o mundo com o Music of the Sun, seu primeiro álbum, lá em 2005, ela nunca mais saiu das paradas e dos rádios. O sucesso da cantora é invejável para alguém tão jovem. Com apenas 23 anos, ela já possui 11 músicas #1 nos EUA (contando canções próprias e featurings) e mais uma porrada de sucessos pelo mundo. E parece que não será dessa vez que ela vai fracassar. O primeiro single do Talk That Talk, We Found Love, já está no topo do Hot 100 da Billboard há duas semanas e caminhando para uma terceira. Mas chega de falar dela, vamos ao álbum.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Gigantes de Aço

Uma ótima surpresa é bem o que define Gigantes de Aço, novo filme de Hugh Jackman (o eterno Wolverine). Tenho que confessar que tinha um pouco de medo do filme, principalmente por se tratar de uma produção dirigida por Shawn Levy, responsável anteriormente por Doze é Demais e os dois Uma Noite no Museu. No entanto Levy constrói um excelente filme família com ação empolgante e que consegue trabalhar bem os clichês esperados por uma produção do gênero.

Gigantes de Aço se passa em um futuro próximo, mais precisamente em 2020, quando o boxe da forma que conhecemos foi extinto e agoras as lutas são realizadas por robôs. Nesse cenário, um ex-lutador de boxe chamado Charlie Kenton (Jackman) tenta ganhar a vida realizando lutas por fora do circuito oficial com seus robôs sucateados. Um dia Charlie descobre que uma antiga namora, com quem teve um filho, Max, de 11 anos, morreu e que ele precisará ficar com seu filho por um tempo até que a irmã de sua antiga namorada possa ficar com o garoto definitivamente.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Example faz cover de We Found Love

Sei que não venho postando muito ultimamente, mas estou na reta final do TCC então o tempo está escasso. No entanto, sempre que der uma folguinha, ou que eu achar algo muito interessante, passarei por aqui. É o caso de hoje. Ontem vi no Original Tune um cover genial de We Found Love, novo single da Rihanna, feito pelo também genial Example (se você não conhece o cantor, aqui tem um post falando sobre ele). A versão de Example ficou incrível, com uma pegada acústica e com uma mistura de rap, graças a um trecho de Stay Awake, música no próprio cantor, inserido no meio da música. O cover foi feito como parte de um dos shows ao vivo promovidos pelo Radio 1 da BBC, que sempre traz artistas fazendo versões ao vivo e acústicas de músicas no mínimo inusitadas para seus repertórios. Para se ter uma ideia, o próprio Example já fez uma versão de Teenage Dream, da Katy Perry, em um dos programas no passado, assim como já tivemos Arctic Monkeys fazendo cover de Girls Aloud e The Kooks fazendo de Gnarls Barkley, só para vocês terem uma ideia. Ouça abaixo:



Já que estamos falando de Example, semana passada ele lançou o clipe de Midnight Run, terceiro single do excelente Playing In The Shadows, último álbum de estúdio lançado pelo cantor, que sem dúvidas é uma das melhores coisas desse ano. A música é aquela delícia de mistura entre eletrônico e hip-hop que Example faz tão bem e é, sem dúvidas, uma das melhores do álbum. Confira o clipe abaixo:



See ya!!!

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Já ouviu falar de Death Valley?

Não, não estou falando do lugar. Death Valley é uma série nova da MTV norte-americana que estreou agora em agosto lá nos EUA e que ontem decidi ver como era (como se eu já não tivesse séries o suficiente para ver e pouco tempo para isso). Death Valley pode ser descrita como uma mistura de Reno! 911 e The Walking Dead, pegando emprestado um pouco do estilo de Shaun of the Dead (ótima comédia britânica chamada vergonhosamente de Todo Mundo Quase Morto aqui no Brasil). A série acompanha um grupo da polícia de Los Angeles chamado The Undead Task Force que foi reunido depois que zumbis, vampiros e lobisomens começaram a surgir em San Fernando Valley. Eles precisam conter as criaturas sobrenaturais enquanto cientistas tentam descobrir uma forma de acabar com o problema. Além disso, eles são acompanhados por uma equipe de TV que registra todos os seus passos, no mesmo estilo utilizado por algumas séries atuais como The Office, Parks & Recreation e Modern Family.

Agora, lendo a descrição de Death Valley você deve estar pensando que é mais um drama com monstros e a busca pela sobrevivência. Não, não é nada disso. Death Valley é uma comédia de terror (o terror aqui está pelas criaturas e pelos sustos criados durante a exibição de cada episódio), e se você procura algo que beire o trash com os monstros citados e muita piada de humor negro, pode ter certeza que essa é sua série. Seus personagens são os mais absurdos estereótipos de policiais, temos desde o chefe de polícia bobão e sem noção até a novata que quer mostrar serviço, passando pelo policial bonitão e burro. Death Valley certamente é uma boa surpresa e algo que deve entreter bem em momentos de falta do que fazer ou ver. A série foi criada por Curtis Gwinn e tem um bom elenco com Tania Raymonde (Lost), Texas Battle (Premonição 3), Bryan Callen (Se Beber, Não Case!), Bryce Johnson (Popular e Pretty Little Liars), Caity Lotz (Mad Men) e Charlie Sanders (Quando em Roma). Death Valley já está no seu sétimo episódio da primeira temporada, que contará com 12 no total. Ainda não sei se ela foi renovada ou não. Confira o trailer abaixo:



See ya!!!

Saiu We Found Love, novo clipe da Rihanna

Foi divulgado agora há pouco o clipe de We Found Love, primeiro single do novo álbum da Rihanna, Talk That Talk. Sobre a música nem preciso falar muito, todo mundo já deve ter ouvido e amado ou odiado, eu sou dos que amou, estou totalmente viciado, não consigo parar de ouvir. Já o clipe, gravado na Irlanda, é sem dúvidas um dos melhores da carreira da cantora. A fotografia do vídeo é linda, assim como as belas locações e imagens feitas pela diretora Melina Matsoukas. We Found Love é uma viagem sobre o amor destrutivo e como ele pode ser como uma droga para o ser humano, como afirmou a própria cantora:
We’ve never done a video like this before. This is probably one of the deepest videos I’ve ever done. It’s all about love and love being like a drug, you definitely get that from this.
O novo álbum sai no dia 21 de novembro. Para mais informações e as capas de Talk That Talk, é só clicar aqui. (p.s. a tracklist presente no post, dada como oficial no dia que saiu, ainda é suspeita, já que a equipe da cantora não se pronunciou sobre ela até agora e alguns sites afirmam não se tratar da verdadeira ainda. Quando tudo for oficializado eu atualizo). Confira abaixo o vídeo:



See ya!!!

VV Brown: Lollipops & Politics

Lollipops & Politics, esse é o título do segundo álbum da carreira de VV Brown. O título foi divulgado no site oficial da cantora, junto com a tracklist, mas ainda não há uma data de lançamento. Segundo a própria cantora, os destaques do álbum ficam com Be Yours, faixa que ela define como uma balada que segue o estilo de música das The Ronettes (uma espécie de girl band norte-americana dos anos 60). Ainda segundo VV, essa é a única música de amor do álbum, já que ela acha extremamente difícil escrever músicas do tipo quando ela está feliz. O outro destaque fica com Like Fire, que encerra o álbum. VV se diz muito orgulhosa da música, pela qual ela foi responsável por tudo, letra, arranjos e por tocar todos os instrumentos. VV também destaca Famous, música que ela escreveu junto com Bjorn Yttling, do grupo indie Peter, Bjorn and John. Pelo jeito vem coisa boa, muito boa por ai. O jeito é aguardar o lançamento. Enquanto isso, vamos ouvindo o primeiro single do álbum, a gostosinha Children, que conta com a participação do rapper Chiddy, que eu postei aqui no blog quando saiu (para ver o post é só clicar aqui). Confira abaixo a tracklist de Lollipops & Politics e um vídeo com cenas dos bastidores da produção do álbum, ao som de Children:

1. Children (feat. Chiddy)
2. Famous
3. Red Balloon
4. Tough Like Glue
5. Climbing High
6. Heartbeat
7. Be Yours
8. 10 Ft Tall
9. Circus Town
10. Like Fire



See ya!!!

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Vocês lambram do The Ting Tings?

Pois é, quem diria que depois do sucesso absoluto do álbum We Started Nothing, um dos meus favoritos da vida, o The Ting Tings teria tanto trabalho para voltar às paradas. Parecia tudo certo para a continuar o sucesso, eles haviam inclusive assinado um contrato com a gravadora do Jay-Z, a Roc Nation, porém as coisas não deram tão certo assim. Depois de liberarem o que seria o primeiro single do novo álbum, Hands, e de o mesmo não atingir as expectativas da maioria - por mais legal que a música fosse, não era nem melhor que as do primeiro álbum, e cadê a evolução esperada? -, eles deram uma sumida, pouco se ouviu falar da dupla até agora, quando, sem muito alarde, divulgaram o clipe do que deve ser o primeiro single oficial desse novo álbum, Hang It Up. A música é bem legal, tem um clima meio funky old school bem divertido, assim como o clipe com suas pitadas de humor.

Sobre o novo álbum, não há muitas informações sobre data de lançamento ou sobre título, porém, em uma entrevista concedida por eles para o site Life + Times, eles falaram um pouco sobre o direcionamento, o processo de gravação e as influências que vão de Beastie Boys até Nancy Sinatra. Se quiser ler a entrevista na íntegra, em inglês, é só clicar aqui. Confira o novo clipe abaixo:



See ya!!!

Britney Spears lança clipe incrível para Criminal

O quarto single do Femme Fatale, a deliciosa Criminal, teve seu clipe divulgado agora há pouco. O vídeo é, sem dúvidas, o melhor dessa era da Britney Spears e também um dos melhores de sua carreira. O vídeo foi gravado em Londres, durante a passagem de Britney com sua turnê por lá, e mostra a cantora seguindo ao pé da letra o que é dito na música, se apaixonando por um bandido e se juntando a ele em sua vida de crimes. O mais legal de tudo no vídeo é ver Britney animada e, ao que parece, se divertindo muito com tudo que estava sendo feito. Sem contar que temos algumas cenas incríveis que já são clássicas, como o começo do vídeo com ela na festa chique chamando a outra de vadia ("So, you're not working the street corner tonight, I see?") e o chute no saco do ex filho da puta. Além disso, Britney está mais safadinha que nunca em Criminal, com várias cenas quentes com o namorado (também na vida real) Jason Trawick. Sem dúvidas, o vídeo é um belo presente na contagem regressiva para o show da cantora no Brasil (que eu vou por sinal), que será daqui a exatamente um mês, em São Paulo. Tá, tem o show antes no Rio, no dia 15, mas não estou contando para esse claro. Confira o clipe incrível abaixo:



See ya!!!

domingo, 16 de outubro de 2011

Beyoncé é uma máquina de clipes

A divulgação de 4, último álbum da Beyoncé, não vem sendo nada convencional. Clipes e mais clipes lançados, e hoje chega mais um: Love On Top, mais ou menos uma semana depois de Countdown ser divulgado. Normalmente clipes são divulgados para acompanhar a música de trabalho da vez e gerar ainda mais visibilidade para o single. Em alguns casos, até dois clipes são divulgados por vez, como foi feito pela própria Beyoncé em I Am... Sasha Fierce, cuja estratégia de divulgação consistia em uma música dançante e uma balada divulgadas simultaneamente como singles. Agora, nessa nova fase, não tenho visto um padrão, ela simplesmente tem jogado vídeos por todos os lados. O álbum, que foi lançado no fim de junho, já conta com cinco clipes. E não pense que a coisa para por aqui, segundo vários sites de música, teremos pelo menos mais dois clipes pela frente, um para a música Party, que conta com a participação de Andre 3000, e que deve ser lançado no dia 25 desse mês ainda; e um para uma das músicas favoritas dos fãs, End of Time.

Quem me conhece ou vem acompanhando meus comentários sabe o quanto me decepcionei com essa fase da Beyoncé, depois de um primeiro single excepcional, ela lançou um álbum que não me agradou, tirando uma ou outra música, e por isso mesmo não venho dando tanta atenção e nem postando seus clipes. Mas, para a minha surpresa gostei bastante do clipe de Love On Top. É simples, divertido e bem editado. Além disso, a música vem subindo no meu conceito. Agora é aguardar o vídeo de End of Time, que para mim é a melhor música do álbum, junto com Run The World (Girls). Confira o clipe abaixo:



Se ainda não viu, ou se quiser rever o clipe de Countdown, divulgado na semana passada, é só continuar lendo.

sábado, 15 de outubro de 2011

Top 5: Músicas que deveriam ter sido single

Esses dias vi um pessoal comentando no twitter sobre músicas que alguns artistas deveriam ter lançado como single, afinal, nem sempre os artistas lançam aquela música que parece ser a favorita dos fãs. Não sei explicar porque isso acontece, mas nos últimos anos tenho visto várias músicas que possuem um grande potencial para o sucesso serem descartadas como opção de single por quase todos os grandes nomes das paradas atuais. Por isso resolvi fazer uma lista com as cinco músicas que eu acredito ter sido um erro seus intérpretes não terem lançado como single.

#1 Heartbeat - Madonna
Apesar de Hard Candy não ser unanimidade entre os fãs, ele é um excelente álbum, assim como tudo que Madonna faz, e tem algumas preciosidades musicais, como a primeira música da minha lista. Heartbeat incorpora muito bem as referências da black music que Madonna buscou para o álbum e nos entrega uma batida viciante com uma letra gostosa para se dançar cantando junto.



#2 Get Naked (I Got a Plan) - Britney Spears
O Blackout é considerado por muitos, inclusive por mim, como o melhor álbum da carreira de Britney Spears, mas ainda assim ele não teve todo seu potencial aproveitado. Talvez isso tenha acontecido por causa do momento em que foi lançado, mas se tem uma música ali que poderia ter sido um grande sucesso é Get Naked (I Got a Plan). Produzida por Nate "Danja" Hills, a música transpira sensualidade.



#3 Dance In The Dark - Lady GaGa
Sem dúvidas uma das melhores músicas que a GaGa já fez, Dance In The Dark segue o estilo de Bad Romance e tem uma grandiosidade em sua mistura de sonoridades que faz qualquer fã de música pop se apaixonar pela faixa. É definitivamente uma música épica com letra forte e que poderia ter rendido um clipe incrível vindo da mente de GaGa. Pena que ficou no caminho.



#4 Peacock - Katy Perry
Peacock era sem dúvidas uma das minhas músicas favoritas na época em que o Teenage Dream foi lançado e ela se tornar single era questão de tempo, já que em todo lugar que eu lia todos eram só elogios pela faixa. Eis a surpresa quando descobrimos que a gravadora não lançaria a música, mesmo sendo a favorita da maioria dos fãs. Peacock tem uma letra safada e divertida, batida viciante e é deliciosa para dançar, mas nada disso convenceu a gravadora, que já chega ao sexto single do álbum sem nunca dar uma chance para a música.



#5 Won't Back Down (feat. P!nk) - Eminem
A mistura de guitarra e bateria com o rap rápido e ácido de Eminem e a voz rouca de P!nk no refrão é uma das melhores combinações feitas nos últimos anos. A música tinha tanto potencial que chegou a figurar em paradas musicais por todo o mundo sem ser lançada como single e até hoje eu fico imaginando como seria um clipe com Eminem e P!nk juntos. Épico!



#Bônus Woohoo (feat. Nicki Minaj) - Christina Aguilera
Muitos criticam o Bionic da Christina Aguilera, mas eu realmente gostei de alguns caminhos seguidos pela cantora no álbum. Continuo achando as baladinhas chatas demais, mas tem algumas coisas muito boas ali, como Woohoo por exemplo. A música, que conta com a participação de Nicki Minaj, chegou a ser divulgada como segundo single do álbum (por isso entra como bônus na lista), sendo inclusive disponibilizada no iTunes, mas como as vendas do Bionic não foram aquelas coisas, resolveram tentar a sorte com You Lost Me e deixaram Woohoo de lado. Uma pena, porque poderia ter rendido mais se a divulgação tivesse sido apropriada.



See ya!!!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

American Reunion, quarto filme da série American Pie, tem teaser divulgado

Já falei aqui no blog que um quarto filme da série American Pie está sendo feito (todas aqueles continuações péssimas feitas lançadas direto em DVD estão sendo ignoradas pela produção). O novo filme, intiulado American Reunion, acaba de ganhar um teaser trailer que mostra que aquele humor sem noção está de volta. O filme mostrará como está a vida desses personagens todos depois de muitos anos, quando eles se encontram para o aniversário de dez anos de sua formatura no colegial. Eu, como grande fã dos três primeiros filmes, estou esperando ansiosamente pelo novo filme, que reúne todo o elenco original: Jason Biggs, Seann William Scott, Shannon Elizabeth, Eugene Levy, Alyson Hannigan, Thomas Ian Nicholas, Chris Klein, Tara Reid, Eddie Kaye Thomas, Jennifer Coolidge e Mena Suvari, todos de volta aos papéis que os tornaram famosos, e que para muitos foi o único sucesso. Jon Hurwitz e Hayden Schlossberg (Madrugada Muito Louca) escreveram o roteiro e dirigem American Reunion, que estreia no dia 6 de abril nos EUA e no dia 20 por aqui. Confira o teaser abaixo:

<a href='http://movies.msn.com/movies/movie-trailers/#/video/099bb2c4-ef9b-4f9e-9d7f-404f8e5d8b36?src=FLPl:embed::uuids' target='_new' title='&#39;American Reunion&#39; movie trailer (mature)' >Video: &#39;American Reunion&#39; movie trailer (mature)</a>

See ya!!!

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Novidades sobre Talk That Talk, novo álbum da Rihanna

Conforme se aproxima a data de lançamento de Talk That Talk, sexto álbum da Rihanna, marcado para ser lançado no dia 21 de novembro, mais e mais novidades vão surgindo para saciar nossa curiosidade e ansiedade. Continuando com a divulgação feita no Facebook da qual falei no outro post sobre a cantora (aqui), dessa vez os fãs destravaram as imagens das duas capas do álbum, uma para a versão comum e outra para a versão deluxe. Confira abaixo as duas capas:


Além disso, surgiram algumas informações não confirmadas pela equipe da cantora, mas que são bem interessantes. A primeira delas é data de lançamento do clipe do primeiro single do álbum, We Found Love, que conta com a participação de Calvin Harris. Segundo uma agenda divulgada pelo VEVO, o clipe será lançado em algum dia dessa semana ainda. Rumores garantem que seria na sexta-feira. O jeito é aguardar para ver se se confirmam. A segunda novidade seria a tracklist do novo álbum. Também não há confirmação e algumas coisas soam estranhas, como o primeiro single do álbum ser uma música presente apenas na versão deluxe, mas ainda assim há algumas boas coisas listadas ali que eu bem que gostaria que fossem verdade, como a participação de Nicki Minaj e Cheryl Cole no álbum. Confira abaixo a suposta lista de músicas. Qualquer confirmação eu atualizo o post.

Update: A tracklist divulgada antes era fake, como a gente já desconfiava, e hoje foi liberada a oficial. O álbum contará com 11 músicas em sua versão standard e 14 em sua versão deluxe. Além disso, só os nomes das músicas foram divulgados, então não sabemos se o álbum contará com alguma participação, o que provavelmente acontecerá, e quem serão os colaboradores. Confira abaixo a verdadeira tracklist de Talk That Talk:

STANDARD:
We Found Love
Manhunt
Talk That Talk
Trust No One
X's + O's
All Guns Blazin'
Monkey See
Blunts Rolled
Suicide Battle of Nerves
Crossfire

DELUXE:
Head
707
Revolution of the Heart

Ah, além disso tudo, Rihanna acaba de ser eleita a mulher mais sexy do mundo de 2011 pela revista Esquire. Eu que sempre elogio e babo pelas capas da revista, tenho que assumir meu desapontamento. A foto é bonita e tal, foi bem usada na capa, mas o que é aquele cabelo e aquelas folhas nojentas pregadas no corpo da cantora? Se quiser ver a imagem é só clicar aqui.

See ya!!!

O trailer de Os Vingadores

Saiu! Foi divulgado na manhã de hoje, pelo site de trailers da Apple, o primeiro trailer de Os Vingadores. O trailer mostra que é Loki (Tom Hiddleston), como todo mundo já desconfiava, que está por trás dos ataques que acontecem no começo do vídeo. Para tentar deter o vilão e salvar a humanidade, Nick Fury (Samuel L. Jackson) reúne então o grupo de heróis composto pelo Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Thor (Chris Hemsworth), Capitão América (Chris Evans) e Bruce Banner/Hulk (Mark Ruffalo), que ainda conta com a ajuda da Viúva Negra (Scarlett Johansson) e do Gavião Arqueiro (Jeremy Renner). O vídeo segue com mais uma série de imagens mostrando cada um dos personagens, algumas cenas de ação, naves alienígenas e termina com o primeiro vislumbre de Hulk na produção. A prévia, mesmo sem revelar muito da história, é excelente e a única questão que surge depois de assistir ao vídeo é: Falta muito para 4 de maio de 2012? Os Vingadores é dirigido por Joss Whedon e ainda conta com Stellan Skarsgård, Cobie Smulders e Clark Gregg no elenco. Confira o trailer abaixo:



See ya!!!

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

A sex tape de Missão Madrinha de Casamento

Se você viu Missão Madrinha de Casamento (Bridesmaids), ótima comédia dos mesmo produtores de O Virgem de 40 Anos (cuja crítica publiquei lá no Londripost), sabe que, quando o filme termina, os créditos finais veem com imagens do que poderia ser uma espécie de sex tape entre os personagens Megan (Melissa McCarthy) e John (Ben Falcone). Pois bem, se você achou aquilo engraçado, se aquilo despertou seu interesse ou mesmo se aquilo o excitou (tem gente pra tudo nesse mundo), agora você pode conferir a cena completa, que foi censurada nos cinemas. O site Funny or Die divulgou o vídeo que envolve muita comida, queijo principalmente, bichos de plástico e até um pouco de S&M com tasers. Confira o perturbador hilário vídeo abaixo:




See ya!!!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

#MustSeeMovie: Young Adult

Young Adult é o novo filme de Jason Reitman em parceria com Diablo Cody, só por isso a ansiedade já vai lá em cima, afinal, quando se uniram para uma produção, nos entregaram aquela delícia de filme que foi Juno, lá em 2007. Além disso, Reitman tem um excelente histórico, sendo responsável pela direção de mais dois ótimos filmes (Obrigado Por Fumar e Amor Sem Escalas), e Cody roteirizou o subestimado Garota Infernal (um favorito meu), além de produzir a excelente United States of Tara, para a qual também escreveu alguns episódios. O roteiro original escrito por Cody se foca em Mavis Gary (Charlize Theron), uma ghostwriter (autora que escreve livros adolescentes com um pseudônimo) que, na busca para recuperar sua identidade perdida, volta para sua antiga cidadezinha para realizar antigos sonhos, reencontrar as pessoas do seu passado e tentar reconquistar o seu namorado do colégio. O filme ainda tem Patrick Wilson, J.K. Simmons e Patton Oswalt no elenco. Young Adult estreia no dia 16 de dezembro nos EUA, provavelmente mirando algumas indicações para o Oscar. Por aqui chega no dia 3 de fevereiro. Confiraotrailer abaixo:


See ya!!!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

O primeiro trailer de My Week With Marilyn

Acaba de ser divulgado o primeiro trailer de My Week With Marilyn, filme que conta alguns dias da vida de uma das maiores estrelas que esse planeta já viu, Marilyn Monroe. Michelle Williams (Blue Valentine) ficou com o papel de Marilyn e pela prévia podemos esperar um filme forte, focado na forma de viver de Marilyn e em seus problemas com imprensa e o mundo conservador a sua volta. O filme foca em um período em 1956 em que Marilyn esteve na Inglaterra gravando o filme The Prince and the Showgirl ao lado de Laurence Olivier (Kenneth Branagh). A história é uma adaptação de um filme homônimo escrito por Colin Clark (interpretado por Eddie Redmayne no filme), que na época era um jovem assistente na produção do filme e que acabou se aproximando e se envolvendo com Marilyn. No elenco do filme ainda temos Judi Dench, Emma Watson, Julia Ormond, Dougray Scott, Toby Jones e Dominic Cooper. O filme é a estreia de Simon Curtis na direção de longa-metragens. Confira o trailer de My Week With Marilyn, que ainda não tem previsão de estreia aqui no Brasil:


See ya!!!

American Horror Story, a nova série do criador de Glee

Hoje estreia, lá nos EUA, a nova série do criador de Glee Ryan Murphy, American Horror Story. A série, que é uma das novidades mais aguardadas da temporada, é uma produção do canal FX norte-americano e chega com a promessa de ser a série mais assustadora desse fall season e uma das mais assustadoras de todos os tempos. Chega também envolta a muitos mistérios, já que pouquíssimo de sua trama foi revelado. Sabe-se, pelo pouco que foi dito, que a principal causa de todos os problemas dos personagens principais é a casa para a qual eles se mudam. Visões e coisas estranhas acontecem, como já é de se esperar de um ambiente mal assombrado. Além disso, o terror terá uma carga de sensualidade e perversão. American Horror Story é estrelada por Dylan McDermott (The Practice) e Connie Britton (Friday Night Lights) como o terapeuta Ben e sua esposa Vivien Harmon, um casal que decidi deixar todos os demônios do passado para trás e se mudar para o outro lado do país com sua filha adolescente (Taissa Farmiga). Eles escolhem a tal casa já citada para servir de moradia para a família, só que eles não sabem que a casa é na verdade o local onde muitos assassinatos e rituais perturbadores aconteceram durante anos.

Como foi descrito pelo TV Line, que já viu o episódio piloto, American Horror Story não tem medo de expor o espectador a cenas fortes e bizarras, o que deve chocar muita gente e até impedir que muitos acompanhem a série, mas isso tudo me chamou a atenção e me despertou a curiosidade. American Horror Story ainda conta com Jessica Lange como uma visinha intrometida; Denis O'Hare (True Blood) fará "Larry, o cara queimado" (que segundo o TV Line, o próprio nome explica bem como é o personagem); e Evan Peters (One Tree Hill) como Tate, paciente de Ben. Zachary Quinto (Heroes) também participará da série, em pelo menos quatro episódios, como o namorado do coproprietário da mansão, interpretado por Teddy Sears. A série está prevista para estrear no Brasil no começo de novembro e será exibida pela Fox por aqui. Confira abaixo um pequeno trailer que explica um pouco da história (bem pouco) e mostra um pouco do estilo que ela deve ter:



Para mais pequenos vídeos e alguns de bastidores, basta acessar o canal da série no You Tube clicando aqui.

See ya!!!

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Drive

Quem leu minha crítica para o filme Amor a Toda Prova no Londripost (se não leu é só clicar aqui) e me conhece bem, sabe o quanto eu sou #TeamRyanGosling. Sou fã do ator desde que o vi pela primeira vez nas telas no filme Cálculo Mortal, aquele suspense que era uma tentativa de provar que Sandra Bullock podia fazer algo além de comédias românticas. Fiquei ainda mais fã quando ele fez o filme que se tornaria meu romance favorito, Diário de uma Paixão. Logo nesse começo ele já se provou um ator incrível e só ajuda o fato de ele ter escolhido bons projetos ao longo de sua carreira e mesmo não se rendendo ao cinemão, contracenado com gente do calibre de Anthony Hopkins, por exemplo, no excelente Um Crime de Mestre. Gosling ficou um tempo sumido do cinema, depois de Half Nelson de 2007 (excelente filme nunca lançado no Brasil pelo qual ele concorreu ao Oscar de melhor ator) ele só voltou aos cinemas no ano passado com o também incrível Blue Valentine (cujo título nacional é o péssimo Namorados Para Sempre), Ryan Gosling está mais e mais próximo do status de astro já que, além de muitos filmes com ele como protagonista estarem chegando aos cinemas, ele continua mantendo seu estilo e qualidade de trabalho. Uma prova disso é o filme Drive, obra pequena que ganhou a atenção do grande público pelo estilo diferente, a direção de Nicolas Winding Refn (premiada em Cannes) e a atuação de Gosling.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Florence + The Machine e o clipe de Shake It Out

Florence + The Machine está se preparando para o lançamento de seu segundo álbum, Cerimonials, que chega às lojas no dia 31 de outubro no Reino Unido e no dia 1 de novembro nos EUA. Para ajudar na promoção, foi liberado hoje o clipe do primeiro single do álbum Shake It Out. O vídeo é basicamente um baile de máscaras com um visual bem retrô (o que é algo comum com Florence) e uma Florence "locona" dançando e cantando por todos os lados. O destaque do clipe é sua parte técnica, como sempre impecável. Direção de arte, figurinos e fotografia de deixar os olhos brilhando. A música é bem gostosinha, animada, mas ainda assim não sei se tem potencial para ser um sucesso tão grande quanto Dogs Days Are Over, mas posso estar enganado. A produção ficou com Paul Epworth, colaborador de longo prazo da cantora. Confira o clipe abaixo e, depois do pulo, a capa e a lista de músicas do novo álbum:




quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Adele e o clipe de Someone Like You

Finalmente Adele lançou um clipe para Someone Like You, segundo single do seu álbum multi-platinado 21. Inicialmente, pelo que li em algum lugar, a música não teria um clipe, seria divulgada apenas com a apresentação ao vivo dela que já vinha rodando a rede, mas convenhamos, depois da música atingir o primeiro lugar do Hot 100 da Billboard e cair para segundo na semana seguinte, essa é uma excelente forma de fazer a música ganhar destaque novamente, não que ela precisa claro, mas é sempre bom ter semanas e semanas de primeiro lugar. Eu gosto muito de Adele, mas não sou nenhuma fã fervoroso da cantora, acho que ela tem uma voz incrível sim e que faz músicas maravilhosas, e também não posso negar, depois desse vídeo, que seus clipes são perfeitos. Filmado quase que inteiro com apenas uma tomada, todo em preto e branco e usando um filtro de imagem que dá uma cara de envelhecido, Someone Like You prova que não é preciso grandes produções para se fazer um clipe genial. Como dizem, o menos é mais. E vamos ser sinceros, com uma música linda dessas, nem precisava de muita coisa mesmo. Someone Like You foi dirigido por Jake Nava, responsável por clipes de pessoas do calibre de Beyoncé, Britney Spears, Mariah Carey e System of a Down. Confira abaixo essa pequena obra prima:



See ya!!!

#MustSeeMovie: Gato de Botas

Desde que surgiu em Shrek 2, o Gato de Botas se tornou um dos personagens de animação mais queridos de todos os tempos, dividindo a preferência na série do ogro com o tão amado Burro. Pois então, nada mais natural que esse personagem ganhar ainda mais destaque. Logo depois do grande sucesso da franquia e do personagem na segunda parte da série, foi anunciado um filme centrado todo no felino e que, em um primeiro instante, seria lançado apenas em DVD para complementar a franquia, mas com todo o sucesso e pontencial do projeto, ele foi ganhando mais e mais destaque dentro da Dreamworks até se tornar um dos principais lançamentos desse ano da produtora nos cinemas.

A trama de Gato de Botas se passará antes de sua aparição em Shrek e mostrará o felino (mais uma vez dublado por Antonio Banderas) na busca por roubar a gansa dos ovos de ouro. O personagem terá a ajuda de Humpty Dumpty (Zach Galifianakis) e Kitty (Salma Hayek), que servirá também de interesse amoroso para o personagem. Como sempre, pode-se esperar uma série de referências aos contos de fadas, normalmente bem deturpados, e uma série de piadas envolvendo felinos, que mesmo que manjadas às vezes, funcionam muito bem graças ao carisma do personagem. A direção de Gato de Botas ficou por conta de Chris Miller, responsável por Shrek Terceiro, e a estreia está marcada para o dia 4 de novembro nos EUA e para o dia 9 de dezembro no Brasil. Claro que o filme será em 3D, como toda animação atualmente. Confira o trailer abaixo:



See ya!!!

domingo, 25 de setembro de 2011

Top 5: singles da Katy Perry

Dando continuidade aos milhares de shows que estou perdendo aqui no Brasil, hoje tem a segunda apresentação da Katy Perry no país, que será realizada em São Paulo e, para agravar a situação, o show de abertura será da Natalia Kills, que eu adoro e ia pirar se estivesse lá. Enfim, como não adianta ficar reclamando, para celebrar a passagem da cantora pelo país, resolvi fazer uma lista (assim como fiz com a Rihanna semana passada) com os melhores singles da curta, porém repleta de sucesso, carreira de Katy Perry. Mais uma vez reforço que a lista é apenas para os singles, não levo em consideração as outras músicas dos seus álbuns. Vamos lá:

#1 I Kissed a Girl
Não dá para começar a lista com outra música. I Kissed a Girl foi a responsável por nos apresentar Katy Perry, a garota que era de uma família religiosa e que resolveu extravasar cantando sobre a primeira experiência de uma garota beijando outra. I Kissed a Girl foi escrita pela própria Perry junto com Lukasz Gottwald (mais conhecido como Dr. Luke, que também foi responsável pela produção da faixa), Max Martin e Cathy Dennis. Letra grudenta, melodia gostosa e um começo de grande sucesso. Confira o clipe abaixo:



#2 California Gurls (feat. Snoop Dogg)
O primeiro single do último trabalho da cantora veio para mostrar que a maldição do segundo álbum não chegaria nem perto dela. California Gurls foi, além de um grande sucesso, uma delícia de música que evocava todo aquele clima de praia, verão e festa que ela pretendia. Mais uma vez sob produção de Dr. Luke, dessa vez junto com Max Martin e Benny Blanco, California Gurls era, segundo Perry, uma resposta a Empire State of Mind do Jay-Z, exaltando todas as qualidade de Los Angeles e da Califórnia.



#3 Hot N Cold
O segundo single do One of the Boys é o meu terceiro favorito da carreira de Katy Perry. A música segue no pop animado e engraçadinho que ela faz tão bem e foi, mais uma vez, resultado do trabalho de Perry junto com Dr. Luke e Max Martin. Sem contar que é só tocar na balada que é quase impossível ficar parado e sem cantar junto.



#4 Thinking of You
Acho que é a única baladinha da Katy Perry que amo. É também a única música da minha lista que não foi produzida por Dr. Luke e/ou Max Martin. Gosto dessa produção de Butch Walker porque ela é toda bonitinha, toda final de comédia romântica adolescente e tem um clipe muito bem feito.



#5 Last Friday Night (T.G.I.F.)
Tenho que confessar: essa música só está aqui por causa do clipe incrível que a Katy Perry lançou para ela - que é, sem dúvidas, o melhor clipe da cantora. Last Friday Night (também produzida por Dr. Luke e Max Martin) é sim uma ótima música, como ela vem fazendo sempre, e uma das melhores do Teenage Dream (que apesar do sucesso todo, não acho tão bom quanto o anterior), mas não teria me chamado tanto a atenção se não fosse por aquela preciosidade de vídeo lançado há alguns meses. Mais uma vez temos o pop gostoso para cantar junto até não aguentar mais na balada, só que dessa vez com um clipe sensacional.



See ya!!!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Olha quem está de volta: Aqua

Depois de ensaiarem um retorno em 2009, com o lançamento de uma coletânia com três músicas inéditas, o Aqua se prepara para lançar seu terceiro álbum, Megalomania, cujo lançamento está marcado para chegar às lojas em 3 de outubro. O álbum é o primeiro inédito da banda em onze anos. E para aquecer o público, já que o lançamento está próximo, eles liberaram o clipe do segundo single do álbum, Playmate To Jesus. O vídeo é visualmente bonito, mas resume-se a cenas soltas deles em uma casa velha, com roupas excêntricas e um pouco de efeitos especiais no final com eles subindo uma escada em direção ao céu. A música é bem mais séria que o de costume vindo do Aqua, mas ainda assim é uma boa faixa. Além de Playmate To Jesus, eles estão com mais um single nas paradas, Like a Robot, que ainda não tem um clipe, mas é bem mais próximo do que estamos acostumados a ouvir deles. Confira o clipe de Playmate To Jesus abaixo e, depois do pulo, a capa do novo álbum, a tracklist, o áudio de Like a Robot e o clipe de How R U Doin?, o primeiro single do álbum:




quinta-feira, 22 de setembro de 2011

#MustSeeMovie: J. Edgar

Clint Eastwood, mesmo aos 81 anos de idade, é uma máquina. Além de ainda atuar, bem menos claro, ele ainda coloca pelo menos um filme por ano nos cinemas como diretor. E não é só isso, suas produções são sempre extremamente aguardadas, primorosos trabalhos de direção e sempre indicações certas às principais premiações existentes. Sem contar que o ator/diretor (ou atualmente seria melhor chamá-lo de diretor/ator?) é quase um associado do Oscar, já que das suas últimas produções, todas apareceram na cerimônia de alguma forma, e na maioria das vezes concorrendo nas principais categorias, como filme e diretor. Tudo isso para dizer que nesse ano parece que teremos mais um exemplar do cinema de Eastwood entre os indicados, com seu mais recente filme J. Edgar, o #MustSeeMovie dessa semana.

Só de ver o trailer de J. Edgar, que saiu essa semana, já temos aquela sensação de Oscar a cada frame. Um drama de época com história forte e baseada em fatos reais, repleta de polêmica e com uma figura controversa como protagonista. Junte tudo isso ao habitual excelente trabalho de Clint Eastwood na direção, a um roteiro do já ganhador do Oscar Dustin Lance Black (Milk) e a um elenco impecável composto por Leonardo DiCaprio, Judi Dench, Naomi Watts, Armie Hammer, Ed Westwick, Miles Fisher, Jeffrey Donovan e Josh Lucas, e temos um vencedor. J. Edgar conta a história da formação do FBI focado no seu primeiro diretor, J. Edgar Hoover (DiCaprio). Além disso, o filme explora a complicada relação de Hoover com Clyde Tolson (Armie Hammer), o fato de os dois nunca terem assumido publicamente sua homossexualidade e como Hoover lidava com isso. A estreia do filme está marcada para 9 de novembro nos EUA. Por aqui ficou para 27 de janeiro, já na época em que os principais indicados ao Oscar entram em cartaz no Brasil, ou seja, todo mundo apostando muito nesse filme. Confira o excelente trailer abaixo:



See ya!!!

Primeira imagem oficial de Dark Shadows

A Entertainment Weekly divulgou hoje a primeira imagem oficial de Dark Shadows, novo filme do diretor Tim Burton em mais uma colaboração com Johnny Depp. Dark Shadows é uma adaptação de uma novela sobrenatural exibida pelo canal ABC de 1966 até 1971 e mostra a rotina da família Collins, que é abalada com a chegada de Barnabas, um membro da família que é na verdade um vampiro de quase 200 anos que acaba de despertar e está sedento por sangue é louco de saudades de seu grande amor. O elenco reunido por Burton é excelente e, além de Depp (como o protagonista Barnabas), conta com Helena Bonham Carter, Chloe Moretz, Eva Green, Gulliver McGrath, Bella Heathcote, Ray Shirley, Jackie Earle Haley, Jonny Lee Miller e Michelle Pfeiffer.

Eu, como grande fã do diretor de sua estética, não posso estar menos que extremamente ansioso pelo filme, já que, além de ser um tema perfeito para ele, é a primeira vez, se não estou enganado, que Burton faz um filme sobre vampiros. E se levarmos em conta essa primeira imagem, vem aí um belo filme com elementos góticos e ambientação impecável. Dark Shadows foi roteirizado por Dan Curtis (creditado por ser o criador dos personagens) e Seth Grahame-Smith e tem lançamento previsto para 11 de maio de 2012. Ah, e a trilha sonora, mais uma vez, ficará por conta do ótimo Danny Elfman. Confira abaixo a imagem promocional que mostra todo o elenco principal:


See ya!!!

Fonte: EW

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Rihanna e o novo single, We Found Love

Tudo começou há alguns dias quando Rihanna anunciou em seu twitter, respondendo a um fã, que lançaria um novo álbum, o sexto de sua carreira, nesse outono (que nos EUA vai de setembro a dezembro, mesmo período da primavera aqui no Brasil, se é que há alguém que não sabe disso). Como já era de se esperar, a internet ficou em polvorosa e boatos começaram a brotar por todos os lados. O mais recente deles acabou se tornando realidade: um novo single estaria a caminho e bem antes do esperado. Com isso as especulações de quando o single seria lançado, qual seria seu nome e quem teria produzido tomaram frente nas discussões. O boato seguinte era de que Calvin Harris, o excelente DJ escocês que vem bombando com o hit Bounce, seria o responsável pela faixa que se chamaria We Found Love. Como sempre Rihanna não ficou quieta diante de toda a boataria, sempre que possível colocando fogo nas discussões por meio do seu twitter, inclusive twittando frases da letra da música.

Depois de muito especular, tudo parecia certo em relação às informações que haviam surgido. O single seria mesmo chamado We Found Love, a produção ficaria mesmo por conta de Calvin Harris e o lançamento estaria marcado para o dia 11 de outubro, o que logo mudou. Algumas rádios se pronunciaram no começo da semana dizendo que na quinta-feira, ou seja, amanhã, eles seriam responsáveis pelo lançamento da faixa. Rihanna também não perdeu tempo e a oportunidade de criar um buzz sobre seu single. Ela lançou ontem um aplicativo na sua página no Facebook chamado Rihanna: Unlocked. Nele os fãs receberiam missões e depois de completarem essas missões eles receberiam os prêmios: informações do novo single e do novo álbum. Ao todo são trezes missões, das quais duas já foram completadas revelando o novo logo da cantora (que você pode ver acima) e a letra do novo single (logo abaixo), respectivamente. Além disso, a cantora disponibilizou agora há pouco no seu twitter a capa do novo single, confirmando de vez os rumores do envolvimento de Calvin Harris. Tenho que confessar que ainda não entendi o negócio das missões, já que o que tenho feito apenas é curtir cada coisa que ela libera (e pode ser só isso mesmo, vai saber). Acredito eu que a próxima coisa a ser liberada é a própria música. Atualizarei o post com as novidades assim que forem saindo.

Update: Como já era esperado, o single saiu hoje de manhã e não decepcionou. We Found Love é uma excelente música pop boa para dançar e cantar junto até não aguentar mais. Eu já estou viciado na música e tenho certeza que será mais um sucesso para a Rihanna. Confira a música abaixo:



Update 2: Segundo as emissoras de rádio que divulgaram a música, o novo álbum, ainda sem nome, será lançado no dia 21 de novembro. Ainda não há uma confirmação oficial por parte da cantora ou de sua equipe, mas é uma informação se levar em consideração.

Confira a letra do single e a capa:



Yellow diamonds in the light
And we're standing side by side
As your shadow crosses mine
What it takes to come alive

It's the way I'm feeling I just can't deny
But I've gotta let it go

We found love in a hopeless place
We found love in a hopeless place
We found love in a hopeless place
We found love in a hopeless place

Shine a light through an open door
Love and life I will divide
Turn away cause I need you more
Feel the heartbeat in my mind

It's the way I'm feeling I just can't deny
But I've gotta let it go

We found love in a hopeless place
We found love in a hopeless place
We found love in a hopeless place
We found love in a hopeless place

See ya!!!